O Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará — SINTUFCE, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, convoca os servidores técnico-administrativos para Assembleia Geral, dia 3 de novembro de 2016 (quinta-feira), às 14h30, no Pátio da Reitoria da UFC, tendo a seguinte pauta:

O Sindicato dos Servidores das Universidades Federais no Ceará (Sintufce) instalou, na última segunda-feira (31/10), o comando local de greve por tempo determinado na Universidade Federal do Ceará (UFC) contra a votação no Senado da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55/16, antiga PEC 241, já aprovada por ampla maioria na Câmara de Deputados. O ato foi realizado no pátio da Reitoria da UFC pela diretoria do Sintufce, que divulgou o cronograma de atividades para esta primeira semana de paralisação dos servidores técnico-administrativos em educação da instituição. Também já deflagraram greve a Universidade Federal do Cariri (UFCA) e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, no município de Redenção.

Diante dos ataques do Governo Federal e contra a PEC 241 (agora PEC 55), na tarde desta quinta-feira (27), os técnico-administrativos da Universidade Federal do Cariri (UFCA) deflagraram greve geral da categoria. A decisão foi votada em assembleia geral organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (Sintufce), em Juazeiro do Norte.

Na ocasião, docentes e alunos da UFCA também estiveram presentes e participaram do debate com o coordenador geral da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra), Gibran Jordão, que destacou os prejuízos que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 traz para a população em geral. “Trata-se de um procedimento cirúrgico para emendar a Constituição Federal, direcionando os recursos do orçamento para atender aos interesses do capital e não do povo carente que não tem acesso aos serviços públicos mais básicos. Estão impondo duas décadas de sacrifícios e derrotas para os trabalhadores”, explicou Gibran.

O Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (Sintufce) convoca os técnico-administrativos em educação da Universidade Federal do Ceará para instalação do comando local de greve.

Durante toda a semana, o Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Ceará (Sintufce) está promovendo uma série de atividades em Fortaleza e no Interior para mobilizar os servidores técnico-administrativos em educação na preparação para a greve da categoria, deflagrada em assembleia no final da semana passada na Universidade Federal do Ceará (UFC) e na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em Redenção.

A paralisação dos servidores por tempo determinado é em protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241/16, que será votada em segundo turno nesta terça-feira (25), na Câmara dos Deputados. Conforme explica o coordenador geral do Sintufce, José Raimundo Soares, caso seja aprovada, a proposta limitará os gastos públicos pelos próximos 20 anos e causará um desmonte no serviço público no país. " O setor primário do serviço público será severamente atingido e a população como um todo vai ser prejudicada com essa medida. Na prática, o governo fez uma dívida pública impagável e está dividindo essa dívida para a população pagar por meio da redução dos investimentos prevista na PEC", argumenta o gestor.

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651