O SINTUFCE - Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará — UFC (Universidade Federal do Ceará), UFCA (Universidade Federal do Cariri) e UNILAB (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), vem, de público, repudiar, veementemente, o ataque frontal do GOVERNO TEMER, que de forma perversa e injusta, determina, por intermédio da proposta de lei complementar Nº 257 e emenda constitucional Nº 241, a morte do serviço público nas três esferas — municipal, estadual e federal. Tais medidas limitam o investimento em saúde e educação previstos na Constituição Brasileira e têm potencial para afetar a regra de reajuste do salário mínimo oficial. A diminuição dos gastos afeta as políticas públicas que beneficiam diretamente classes sociais mais baixas — as mais dependentes dos serviços oferecidos pelo Estado - o que tende a piorar sua qualidade de vida e retroceder o quadro de desigualdade social no país.

Os servidores técnico-administrativos em educação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) decidiram deflagrar greve geral a partir da próxima segunda-feira (24/10). A paralisação foi anunciada nesta quarta-feira (19), durante assembleia geral da categoria na sede da Instituição, no município de Redenção. O início da paralisação coincide com a votação em segundo turno da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, na Câmara dos Deputados. A medida, que limita os gastos públicos no país pelos próximos 20 anos, foi aprovada em primeiro turno, no último dia 10 por 366 votos a 11.

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651