O Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (Sintufce) manifesta seu pesar e solidariedade à família e companheiros de luta da ativista social Célia Zanetti, que faleceu sábado (27/01), em Fortaleza, vítima de leucemia. O velório foi realizado na funerária Alvorada e o sepultamento aconteceu no cemitério Jardim Metropolitano, no Eusébio. Nesta oportunidade, a Deus pedimos que dê a nossa incansável amiga, guerreira e companheira de luta o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

Diretoria Colegiada do Sintufce

Sobre Célia Zanetti

Célia Zanetti era paulista e foi uma das pioneiras do movimento feminista no Ceará. Foi também uma das fundadoras, em 1975, do movimento Feminino pela Anistia. O movimento era composto majoritariamente por mulheres que viram os maridos serem torturados e assassinados pelo governo militar. No Ceará, trabalhou pelas causas libertárias e emancipatórias por várias décadas.

A também ativista, Cristina Fonsêca, do movimento Crítica Radical, rendeu homenagens à Célia em sua página no Facebook. "Mulher de fibra, coragem, e determinação. Viveu cada dia de sua trajetória na busca dos sonhos e construção de uma sociedade de igualdade, fraternidade, liberdade e emancipação". “Ela falou que iria lutar contra leucemia, mas se não desse, que a gente tocasse a luta. É o que vamos fazer”, ressaltou a ativista Rosa da Fonsêca, também integrante do movimento Crítica Radical.

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651