Região Central: Os últimos dias têm sido bastante tenso na comunidade acadêmica da Universidade Federal do Ceará (UFC), campus de Quixadá. Após intervenção do governo federal na nomeação de Cândido Albuquerque para reitor da UFC, os boatos que surgem agora é de uma provável intervenção na direção do campus de Quixadá.

No dia 30 de agosto, foi elaborado a lista tríplice para a escolha do diretor para o quadriênio 2019-2023 do campus, onde  em votação secreta e uninominal, 11 conselheiros votaram no certame, que definiu os nomes de Andréia Libório Sampaio, Ingrid Teixeira Monteiro e Maria Viviane de Menezes, em ordem decrescente de votos, para a lista que seguirá ao reitor, em Fortaleza.

O processo realizado é baseado na legislação vigente, e está nos conformes da lei. Porém, após a intervenção do presidente Bolsonaro na reitoria da universidade, existem boatos de que o professor Alberto Sampaio Lima, mesmo sem ter recebido votos de nenhum dos conselheiros, seja nomeado como diretor do campus de Quixadá, já que a nomeação é prerrogativa do reitor.

O Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (SINTUFCE), publicou uma nota de repúdio sobre a provável nomeação de um interventor.

“Não nos espanta que em Quixadá, no Sertão Central cearense, surja um tirante tentando torna-se diretor do Campus, sem respeitar a decisão do Conselho do Campus, que utilizou os normativos legais para montar sua lista tríplice.

Tendo sido derrotado em todos os recursos impetrados, tenta agora apelar ao Interventor Mor que hoje despacha por aí em qualquer canto, pois não tem coragem de fazê-lo na reitoria para não ter que olhar nos olhos de técnicos, professores e alunos que ali estão para lembrar-lhe que não deveria nem ter cogitado estar ali, quanto mais recebido das mãos de um governo inimigo da educação um cargo para o qual aceite, apenas demonstrou que ele não deveria estar ali!

Por isso, nós do SINTUFCE nos colocamos ao lado da comunidade de Quixadá e repudiamos esse golpe que busca atingir a autonomia do campus e colocar a UFC de joelhos para o interventor e para o governo fascista que lhe dá apoio.”, trechos da nota publicada apontam possível nomeação de interventor.

Clique aqui para ler a nota completa

Fonte: Revista Central

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651