Os servidores técnico-administrativos da Universidade Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) entrarão em estado de greve a partir da próxima quarta-feira (28/09). A decisão foi anunciada na última quinta-feira (22), em assembleia da categoria, realizada no campus da Instituição, em Redenção.

Segundo a técnica em Assuntos Educacionais da Unilab, Ana Hérica Brasil, a categoria formará um grupo de trabalho para iniciar um calendário de mobilizações no Campus da Liberdade, com paralisações semanais todas as quartas-feiras. No primeiro dia de paralisação, os servidores assistirão a uma palestra do advogado Clóvis Renato sobre o Projeto de Lei Complementar 257 (PLP 257/16) e a Proposta de Emenda Constitucional 241 (PEC 241/16), que retiram uma série de direitos conquistados pelos trabalhadores e promovem o desmonte do serviço público em todo o país.

Consulta informal paritária - O relatório final da consulta informal paritária para escolha do novo reitor da Unilab foi entregue oficialmente na quinta-feira (22) ao presidente do Conselho Universitário (CONSUNI), professor Tomaz Aroldo da Mota Santos, atual reitor pro tempore da Instituição.

A votação foi realizada nos dias 25 e 26 de julho sem diferença de peso entre as três categorias da instituição (professores, técnicos e alunos). O documento com o resultado da consulta informal precisa ser homologado pelo Conselho para ser encaminhado ao Ministério da Educação, que deverá compor uma lista tríplice para a escolha do novo reitor da Unilab.

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651