Um dos superministros do desgoverno fascista, Paulo Guedes, ao fazer a defesa de sua desastrosa reforma administrativa, chamou os servidores públicos de parasitas, durante uma palestra realizada no dia 07/02, em um seminário sobre o Pacto Federativo. Em meio a declarações mentirosas, tais como a de que servidores teriam aumento anual automático de até 50% acima da inflação, quando a realidade é a de que categorias como a nossa, Técnico- Administrativos em Educação, estão sem aumento há três anos e, mesmo quando recebeu aumentos, estes sequer repuseram as perdas inflacionárias. O ministro coroou a sua palestra com essa infame comparação.

Para aqueles indivíduos sempre bem dispostos a defender as irresponsabilidades e desumanidades desse governo, negando o que a “fascistada” diz, ou atribuindo-lhe sentido diverso do verdadeiro, reproduzimos as palavras de Guedes, nas quais o Estado é a vítima, o “hospedeiro”: “o hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita, o dinheiro não chega no povo e ele quer aumento automático.”

Mais claro impossível. Não há o que negar. Não há um sentido positivo. Paulo Guedes e o governo Bolsonaro atacam e ofendem a todos os servidores públicos. Estas não são palavras de alguém que apenas desconhece o serviço público brasileiro, como Guedes, que já deu diversas mostras de não entender como funciona o Estado brasileiro nem os mais simples mecanismos de governo. Na verdade, essas afirmações demonstram que esse governo possui um ódio profundo dos servidores, pois sabe que a destruição dos serviços públicos e dos direitos do povo brasileiro só poderão ser realizados após eles terem derrotado os servidores.

Dito isso, reflitamos, no Brasil de hoje, onde milhões de pessoas, utilizam serviços públicos e tem saúde e educação garantidas pelos servidores públicos, apesar das políticas de austeridade, que estão impossibilitando a atuação plena desses servidores, é nesta classe que se encontram os parasitas? Bem, vejamos, o que é um parasita. Biologicamente, parasita seria o organismo que vive de e em outro organismo, dele obtendo alimento e, não raro, causando-lhe dano. Ora, quem vive e mais se adequa a esta definição é o sistema financeiro, de onde o próprio ministro é oriundo, uma vez que, sem produzir NADA, tem amealhado milhões com juros abusivos de quem trabalha e produz e ainda se apropriam de milhões do Fundo Público, que deveriam estar sendo investidos na saúde, na educação e na melhoria das condições de vida do povo trabalhador.

Parasita é um certo político que depois de décadas sem fazer nada pela população a não ser arrotar grosserias e bravatas, está hoje no coração da república, destruindo os direitos sociais, arrancando a aposentadoria dos brasileiros, desprezando a juventude, ao

simplesmente privilegiar uma gestão ideológica desastrosa para o Ministério da Educação, que transformou o sonho do ingresso na universidade no pesadelo das notas erradas no Enem, na confusão das listas do SISU e chefiando um governo que agora, sob o comando do seu “posto Ipiranga”, quer destruir a estrutura, ainda que mínima, existente no Estado brasileiro, e jogar na lama os honrados servidores públicos e na indigência, milhões de brasileiros. Tudo isso para atender aos interesses e desejos do mercado financeiro nacional e internacional e seu intenso ódio pelas mulheres, pelos negros e negras, pelos LGBT, pelos povos originários e por todas as minorias.

Diante de tudo isso, o SINTUFCE repudia as falas do ministro e a atuação desse governo, pois este, mais do que em palavras, demonstra o ódio que estes têm dos servidores, dos trabalhadores desse país e de todos os que lutam por dias melhores. Repudiamos ainda a famigerada Reforma da Previdência, aprovada por este Congresso de vendidos e o Teto de Gastos, que, desde a aprovação, tem diminuído os recursos necessários para que a UFC, a UFCA e a UNILAB possam servir ao povo cearenses com suas ações de Ensino, Pesquisa e Extensão!

Exigimos a imediata retratação de Paulo Guedes! Queremos respeito! Queremos condição de trabalho e queremos que os direitos do nosso povo não sejam caçados para auferir vantagens para uns poucos especuladores financeiros, que têm sido os únicos a se beneficiarem das políticas aplicadas por este governo.

Fazemos um chamado à unidade da nossa base, da nossa categoria, de todos os servidores públicos e de todos os demais trabalhadores e trabalhadoras do país para ocuparmos as ruas e lutar, pois é somente a mobilização dos trabalhadores que pode derrotar o descalabro e limpar o país dos verdadeiros parasitas que hoje infestam a república.

Que as Centrais Sindicais comprometidas com a liberdade, com a defesa dos direitos dos trabalhadores e com a luta por um Brasil melhor convoquem uma grande Greve Geral para barrar os ataques e derrotar, de uma vez por todas, as políticas de desmonte de direitos PAULO GUEDES!

PARASITAS SÃO O SISTEMA FINANCEIRO DO QUAL VOCÊ É REPRESENTANTE E O GOVERNO DO QUAL FAZ PARTE! CONTRA A REFORMA ADMINSTRATIVA! PELA REVOGAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA E DO TETO DE GASTOS! POR UMA GRANDE GEVE GERAL DE TODAS AS TRABALHADORAS E TRABALHADORES PARA DERROTAR O NEOLIBERALISMO E AS POLÍTICAS DE AUSTERIDADE! EM DEFESA DAS MULHERES, DAS NEGRAS E NEGROS, DOS INDÍGENAS, DOS LGBTQ E DE TODOS OS OPRIMIDOS! CONTRA TODA FORMA DE RACISMO E HOMOFOBIA! SOMOS TÉCNICO-ADMISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO E MERECEMOS E EXIGIMOS RESPEITO! EM DEFESA DA UFC, DA UFCA E DA UNILAB!

LUTE SEMPRE!

Diretoria Colegiada do Sintufce

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651