Representantes de entidades ligadas à educação, entre elas a FASUBRA Sindical, realizaram, nesta quinta-feira (13/02), atividade parlamentar na Câmara dos Deputados contra a Medida Provisória 914/19, que trata das eleições para reitor das Universidades Federais, Institutos Federais e Colégio Pedro II.

Em visita aos gabinetes de deputados e deputadas federais, as entidades sindicais entregarm uma carta aberta em que destacam que a “educação federal no nosso país é algo muito precioso e mudanças na sua dinâmica devem ser amplamente discutidas com a comunidade acadêmica, pois, poderá trazer prejuízos irreparáveis”.

A carta aberta assinada pelo ANDES-SN, ANPG, CNTE, FASUBRA, FENET, PROIFES, SINASEFE, UBES e UNE diz que a MPV 914/2019 não foi precedida de nenhuma consulta ou discussão com a comunidade acadêmica.
No documento, pedem que a MP seja rejeitada e reforçam que a proposta “fere de morte a democracia nas instituições federais de ensino, pois, o processo de escolha para vice-reitor, eleito na chapa com o reitor, diretor de campi, chefes de departamentos, coordenadores de cursos, etc. são escolhidos por consulta com a participação da comunidade acadêmica. O fim desse processo pode causar consequências irreparáveis para o ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos em cada instituição”.

Confira o conteúdo da carta a seguir.

Carta aberta aos deputados

 

Com informações da Fasubra Sindical

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651