O Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (Sintufce) comemorou a alta hospitalar, nesta terça-feira, 16, do servidor aposentado Luís Alberto Rodrigues, 65 anos, da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração – PROPLAD / UFC. Ele travava uma batalha para se recuperar da COVID-19, durante 32 dias de internação num hospital particular de Fortaleza.

Idoso e com comorbidades que o incluíam no grupo de risco, o aposentado ficou na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por duas semanas e chegou a ser "desenganado" pelos médicos. Mesmo com pulmões comprometidos, parada cardiorrespiratória e uma traqueostomia, ele venceu essa batalha e superou a doença. "Dia 15 de maio ele foi para UTI e passou dois dias sem ser entubado. Tiveram que fazer uma traqueostomia para ser entubado com urgência e nesse procedimento ainda teve uma parada cardíaca e depois um pneumotórax. No dia 21 de maio, ele foi desenganado e começamos muitas orações para que ele conseguisse se recuperar", conta a filha do servidor, Tayna Alcântara.

A família do aposentado resolveu, então, iniciar uma campanha na internet para conseguir recursos com a finalidade de custear medicamentos indicados pelos médicos, mas que o plano de saúde não cobria. A iniciativa contou, inclusive, com contribuição do Sintufce, que, num ato de solidariedade em razão do estado de saúde servidor, decidiu ajudar na arrecadação de quase dez mil reais.

O organismo do paciente respondeu bem aos novos medicamentos e, dias depois, ele foi redirecionado à enfermaria, ainda precisando de ventilação mecânica. Já no quarto, no qual passou 17 dias ao lado da filha, Luís Alberto teve o traqueóstomo retirado. Era mais um passo para a cura. “Meu pai conseguiu quebrar os protocolos. Ele é um milagre. Graças a ajuda de todos, hoje está aqui conosco", disse Tayna.

 

 

Cuidados em casa

Agora, em casa, a filha comenta que o pai dará continuidade ao tratamento com antibiótico via oral e sessões de fisioterapia. "No fim das contas, o que fica é a sensação de gratidão. A gratidão a Deus é imensa. Quando os médicos me desenganaram do estado dele, foi a Deus que me apeguei. Você passa a ver que, nessa hora, apenas ele basta”, finaliza ao também lembrar dos amigos e de todos que ajudaram o pai em toda a caminhada na luta contra a doença.

Com informações do jornal Diário do Nordeste

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651