O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), disponibilizou o cadastro da vacinação contra a Covid-19 para as pessoas incluídas nos grupos prioritários da imunização, incluindo os Trabalhadores de Educação do Ensino Superior. A nova ferramenta está disponível na plataforma Saúde Digital e tem integração de dados e informações com os municípios cearenses que aderirem ao sistema. Serão cadastradas as pessoas das quatro Fases de Vacinação especificadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e a ordem das prioridades será mantida:

FASE 1 (no momento, pessoas deste grupo estão sendo vacinadas)

- População indígena aldeada

-Idosos a partir de 60 anos institucionalizados

-Trabalhadores de Saúde

-Pessoas com deficiência institucionalizadas

-Idosos a partir de 75 anos

FASE 2:

-Povos e comunidades tradicionais quilombolas

-Idosos a partir de 60 anos

FASE 3:

-Pessoas com deficiência permanente grave

-Pessoas com morbidades

FASE 4:

-População privada de liberdade

-Funcionários do sistema de privação de liberdade

-Forças de segurança e salvamento

-Forças Armadas

-Trabalhadores de Educação do Ensino Básico

-Trabalhadores de Educação do Ensino Superior

-Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros

-Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário

-Trabalhadores de transporte aéreo

-Trabalhadores de transporte aquaviário

-Caminhoneiros

-Trabalhadores industriais

 

Idosos a partir de 75 anos que não foram vacinados e profissionais de saúde, sejam da linha de frente ou não no combate à pandemia, também podem realizar a inscrição. A imunização seguirá o calendário de cada cidade. Caso a pessoa não se encaixe na fase em vigência de vacinação, o cadastro ficará armazenado no banco de dados da plataforma, permitindo maior organização do plano de imunização do Governo do Ceará.

Em Fortaleza, quem está cadastrado no aplicativo Vacine Já e que ainda não foi vacinado, deve realizar novo cadastro no sistema estadual.

Vantagens

Os municípios que aderirem à iniciativa possuem a possibilidade de acompanhar o cadastro da sua população nos grupos prioritários, agendar a vacinação dos seus cidadãos, dar transparência às filas de agendamento e cidadãos imunizados, além de registrar as doses a partir de QR code, facilitando a aplicação da vacina em qualquer local (visita domiciliar, centros de vacinação).

A plataforma também permite o envio da aplicação de doses diretamente para o Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). Para o cadastro, é preciso informar nome completo, CPF, data de nascimento, raça, número do cartão nacional de saúde e telefone para contato, por exemplo. A Sesa ressalta a importância de preencher os dados com as informações corretas e verdadeiras para que a imunização aconteça de forma organizada e mais ágil.

 

Clique Aqui para fazer o cadastro

 

Fonte: Secretaria de Saúde do Estado

O SINTUFCE repudia veementemente o ataque virtual ocorrido na tarde do 08/03/2021 à Plenária Digital da chapa Unilab de Todes, uma reunião que discutia, junto à comunidade da Unilab, o futuro dessa universidade, dentro do processo de consulta à comunidade para reitoria.

A Universidade é uma instituição que deve estar aberta ao pluralismo de ideias e posicionamentos, mas não deve, de forma alguma, transigir com o autoritarismo, com o preconceito e o ódio, seja lá quais forem os disfarces e carapuças com que estes se apresentem. Nestes dias, onde o fascismo ousa levantar a voz e mostrar-se tal como se mostraram durante o referido ataque, com o uso de simbologias nazistas e impedindo a livre manifestação do pensamento, este deve ser combatido.

O movimento sindical organizado, solidariza-se à professora Carol e ao professor Vieira, bem como aos participantes da reunião, que apesar de interrompida, teve continuidade, em outra plataforma. Não podemos permitir que os esbirros autoritários nos silenciem, pois a força e a voz dos que lutam por um país mais igual, mais justo e por uma Unilab onde a democracia possa ser um pilar inabalável, é ainda maior do que a que pensam ter os autores deste ato covarde.

Defender a Universidade pública, gratuita, socialmente referenciada, laica e com a qualidade que o povo brasileiro merece é uma tarefa primordial nos dias em que vivemos, onde a mera discussão dos rumos desta universidade incomoda aqueles que defendem um projeto obscurantista.

O SINTUFCE se coloca ao lado de todas e todos os que desejam defender a UNILAB da sanha privatista e neoliberal, que se utiliza de uns tantos tons de fascismo para tentar intimidar quem se coloca no campo da defesa dos direitos. Não nos calarão!

Em defesa da UNILAB!

Auxílio emergencial já e durante toda a pandemia!

Vacina para todos!

Não à Reforma Administrativa e ao corte de direitos!

Fora Bolsonaro e Paulo Guedes!

Diretoria Colegiada do Sintufce

Emanuel 3

“Preciosa é aos olhos do SENHOR, a morte dos seus santos”

Sl.116:15

O SINTUFCE está de luto. Desde o início da Pandemia, temos nos colocado ao lado de cada brasileiro e brasileira que perdeu um ente querido, um familiar, para o COVID-19, esta doença tão grave. Neste pouco mais de um ano, a dor atingiu a família de milhares de brasileiros e mudou para sempre as vidas de todos nós.

E agora, a Diretoria Colegiada do Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais do Estado do Ceará (Sintufce) vem informar que um dos seus abnegados e dedicados companheiros, o servidor da UFC, Emanuel Abreu da Silva, coordenador de Administração e Finanças do nosso sindicato, servidor da UFC, infelizmente, faleceu na madrugada desta quarta-feira, dia 03/03/2021, após semanas hospitalizado com Covid-19.

Para nós, que compomos a diretoria, mais que companheiro de luta, Emanuel era um verdadeiro irmão, pela persistência, franqueza, espírito de luta e tantas outras qualidades, que ressaltavam a todos que o conheceram. Sua trajetória foi marcada pela ética, transparência, firmeza e busca da conciliação necessária ao movimento sindical e à luta por um país melhor e mais justo. Oramos aos céus, para que, neste momento, a família seja consolada, entendendo que neste momento ele está nos braços do Senhor e colocamo-nos à disposição dos mesmos para tudo o que for necessário neste momento.

Durante os próximos dias, estaremos enlutados em respeito à memória do nosso colega, certos de que continuar a trilhar o caminho, que ele nos ajudou a seguir é a melhor forma de homenagearmos o companheiro Emanuel.

Esperamos que perdas como essa possam ser cada vez mais raras. Para isso, é preciso que todos possam permanecer em suas casas, recebendo auxílio emergencial e que a vacina possa chagar a todos e todas.

Emanuel Abreu, presente sempre!

Diretoria Colegiada do Sintufce

 

“Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá” (João 11:25-26).

"Um galo sozinho não tece uma manhã:

ele precisará sempre de outros galos.

De um que apanhe esse grito que ele

e o lance a outro; de um outro galo

que apanhe o grito de um galo antes

e o lance a outro; e de outros galos

que com muitos outros galos se cruzem

os fios de sol de seus gritos de galo,

para que a manhã, desde uma teia tênue,

se vá tecendo, entre todos os galos."

João Cabral de Melo Netto

 

O SINTUFCE saúda a todas as companheiras e companheiros da

UFC, UFCA e UNILAB!

Desde o início do atual governo a Educação e a Universidade públicas estão sob o mais severo ataque. Já em 2019, estivemos nas ruas de Norte a Sul do Ceará para dizer NÃO aos cortes, em primeiro lugar e depois ao Future-se, programa que desfigurava a educação superior pública e a colocava de joelhos para o mercado, em uma prévia da privatização. Resistimos e, portanto, barramos os ataques. Com a Pandemia provocada pelo Coronavírus, tivemos que partir para as atividades remotas, por conta da necessidade de isolamento social, mas em momento algum pararam as lutas, afinal o governo não deixou, um momento sequer, de continuar a avançar com sua agenda neoliberal de desmonte do Estado e destruição dos direitos.

Agora, além da Reforma Administrativa, que deseja destruir o serviço público e deixar a população sem saúde e educação, temos pela frente a chamada PEC Emergencial, que é um profundo ataque aos direitos sociais, sob a justificativa de que se deve enfrentar a COVID-19, mantendo o Teto dos Gastos, medida que já se demonstrou inócua, por significar menos investimentos para a saúde e a educação, sem trazer os prometidos investimentos que trariam os empregos tão necessários à população brasileira.

Por isso, lançamos esse apelo a todas as servidoras e servidores: precisamos que cada um de vocês se junte a essa luta. Como a poesia que inicia essa nota deixa claro, é apenas pela união de todas e todos que conseguiremos despertar o amanhã que precisamos, que traremos a luz que espantará as trevas do autoritarismo, do negacionismo e do ódio que hoje viceja em meio a nossa população.

Convidamos a seguir conosco, tecendo um amanhã, onde o direito ao trabalho, ao salário justo, à vacinação e à saúde possam ser realidade para cada brasileira e brasileiro. Um amanhã de justiça, equidade e menos desigual! Por isso, solicitamos que compartilhem a Carta Aberta que segue abaixo com todos os amigos, familiares e conhecidos, e ainda, enviem a mesma aos nossos parlamentares. Vamos fazer essa corrente, onde cada servidor será um ativo defensor do Serviço Público, da Universidade e dos Direitos da população brasileira!

Diretoria Colegiada do Sintufce

Gestão Lute

CARTA ABERTA DO SINTUFCE AOS PARLAMENTARES

Caros representantes do povo brasileiro no Congresso Nacional, quando a Constituição de 1988 foi promulgada, entrou em vigor uma concepção de nação que buscava a igualdade e o bem-estar social de todos. Uma série de direitos fundamentais foram assegurados na Carta Constitucional e nos últimos trinta e três anos, movimentos sociais, partidos políticos, cidadão e cidadãos brasileiros se empenharam na efetivação da chamada Constituição Cidadã.

Independente das concepções, matizes e simpatias políticas, viemos aqui, dialogar com cada um dos senhores e senhoras, em nome de milhares de servidoras e servidores técnico-administrativos em Educação, tanto ativos, quanto aposentados, que atuam em praticamente todo o Estado do Ceará, nas três Universidades Federais do estado, a saber: UFC, UFCA e UNILAB.

São mulheres e homens que atuam como técnicos de laboratório, assistentes administrativos, jornalistas, pedagogos, administradores, enfermeiros, engenheiros, entre outros cargos, de suma importância para o Ceará, ao permitir que as atividades de Pesquisa, Ensino e Extensão das Universidades sejam realizadas a contento, tanto pelas atividades de suporte desempenhadas por estes técnicos, quanto pelo envolvimento destes nestas atividades fim da universidade.

Estes técnicos lutam diariamente para que as universidades federais possam cumprir sua missão para com o povo cearense, mesmo quando lhes falta reconhecimento, na universidade, com uma legislação que não garante a paridade entre docentes, discentes e nós técnico-administrativos em Educação, nem do poder executivo, que mantém os salários dos técnicos dentre os menores do serviço público e sem reajuste desde o ano de 2017. Por isso, decidimos expressar nosso sentimento de pesar, que neste momento seja considerada a redução de salários desses servidores, num momento em que tantos, entre estes, os que atuam no Complexo Hospitalar da UFC, realizaram atos de verdadeiro heroísmo e abnegação no atendimento da população vitimada pelo Coronavírus, outros, confeccionando e distribuindo álcool em gel e máscaras, e outros, EPIs às prefeituras das cidades próximas às sedes dos seus campi de atuação.

Reduzir salários neste momento é condenar o servidor ao ostracismo e às mais diversas dificuldades financeiras, quando o que mais é necessário são os cuidados para com estes e seus familiares. Lembramos, senhoras e senhores deputados e senadores, que os servidores e servidores, bem como seus familiares, também são eleitores e que o fazem com consciência e sem esquecer o nome daqueles que decidiram lhes virar as costas. Neste momento, entendemos que é fundamental que a população mais carente receba o auxílio emergencial. Entretanto, este não pode ser concedido em troca nem de prejuízos aos servidores, nem da perda de direitos, como acontecerá, se ocorrer a desvinculação constitucional dos investimentos em saúde e educação.

Há diversas alternativas para socorrer a população com auxílio emergencial e garantir a vacina para todas e todos os brasileiros e brasileiras. Mesmo políticos ortodoxos veem que o Teto de Gastos, a camisa de força mais sufocante sobre o orçamento, foi mal desenhado e que sua manutenção é ruinosa para a economia e a população. Entendemos, ainda, que há uma falsa polêmica sobre escolher entre salvar vidas ou salvar a economia! Somente cuidando das pessoas poderemos ter uma economia saudável e pujante, haja vista (e isso deve estar na memória de todos) que durante boa parte das duas primeiras décadas, tínhamos crescimento econômico, empregos e diminuição das desigualdades, mesmo sem atender a muitas das medidas que hoje o governo atual aplica.

Por fim, queremos lembrar que estes mesmos servidores desejam que a Reforma Administrativa seja definitivamente recusada, por trazer danos imensos e nada de benefícios para as brasileiras e brasileiros, quando promete acabar com a estabilidade dos servidores, necessária para que o atendimento à população se faça com a qualidade e presteza que merecem os cidadãos e cidadãs de nossa nação. As carreiras, tal como a dos Técnico-Administrativos em Educação, devem ser respeitadas, por serem ferramenta de qualidade de vida e de melhorias no trabalho, sendo contraproducente extinguir ou juntar planos de carreira diferentes entre si.

Entidades sindicais como o Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Federais no Estado do Ceará (SINTUFCE) desejam servir aos brasileiros e brasileiras, quando defendem os interesses de suas respectivas categorias, uma vez que representamos servidores públicos federais, altamente capacitados, que poderiam estar realizando quaisquer atividades, mas escolheram prestar concurso para a Universidade, como forma de retribuir à sociedade, por meio da missão desta para com a inclusão e o desenvolvimento regional sustentável das regiões e territórios onde estão atuando. Queremos continuar avançando no diálogo e desejamos que estas linhas não se percam em meio aos arquivos de assessores. Queremos contribuir para a superação deste momento, com aquilo que melhor sabemos realizar: pensar saídas e soluções que melhorem a vida de todas as brasileiras e de todos os brasileiros!

O Sintufce informa que, em razão da pandemia de Coronavírus, a Declaração de Imposto de Renda 2021 será realizada de forma online. Estamos organizando junto a nossa assessoria contábil os detalhes para a realização deste serviço. Até o final desta semana, divulgaremos mais detalhes e orientações sobre você pode utilizar mais esse benefício do Sintufce para os seus filiados.

Diretoria Colegiada do Sintufce 

Gestão Lute

contact
Endereço
Rua Waldery Uchoa, 50 | CEP: 60.020-110, Benfica / Fortaleza-CE
Telefone
3052.3650 / Fax: 3052.3651